22 maio 2010

Pouco a comemorar

Hoje é o Dia Mundial da Biodiversidade, dentro do Ano do Biodiversidade, instituído pela ONU. O que pode ser comemorado? Sempre pouco, diante de tudo; afinal, o mundo não cumpriu a meta de 2002, estabelecida durante a Cúpula de Desenvolvimento Sustentável de Johanesburgo, de uma redução significativa no ritmo de perda da biodiversidade até 2010. Os ecossistemas naturais continuam em perigo de vida, com risco acentuado de rápida degradação e colapso.

Mas para não perdermos, ainda, as esperanças, vamos lembrar algumas conquistas: declínio de 75% na taxa anual de desmatamento da Amazônia, desde 2004 e uma ampliação de 100% nas áreas protegidas desde 2002 (considerando tanto as unidades de conservação federais quanto as estaduais) e o fato de que os pesquisadores brasileiros foram responsáveis por 45% de todas as publicações científicas em sistemática biológica sobre a biodiversidade neotropical publicadas no século XX. Nem sei se esses números são confiáveis, mas eles estão no relatório do GBO3.

Nenhum comentário: