02 julho 2010

Números da concentração partidária em 2010

Nas próximas eleições o PT terá apenas 10 candidatos próprios aos governos estaduais. A estratégia do partido é priorizar a eleição de Dilma e formar grandes bancadas na Câmara e no Senado.
O poder demanda a concentração partidária. Vejam só: Em 2002, quando Lula foi eleito pela primeira vez, o PT teve candidatos em 24 dos 27 estados. Em 2006, na reeleição, o partido teve candidatos em 18 estados. Agora, somente em 10.
A concentração de alianças partidárias, nesse caso, pode ser vista como adensamento do poder.
O PSDB, ao contrário, disputa as eleições em 16 estados. Nas últimas eleições disputou em 17.
Por sua vez, o PMDB disputa em 13 estados, contra 16 em 2006.
O PSOL vem com 14, contra 24 em 2006. Qual a sua estratégia? Ou, por outro lado, terá implodido?
O DEM disputa em 4 estados, contra 7 em 2006.

Nenhum comentário: