27 julho 2010

Política cultural 6: Objetivo 5 - Política para o livro e a leitura

Objetivo 5 - Implementar um programa de valorização do livro e da leitura
Ação 5.1 – Implementar o Programa Mais Leitura
Seria a meta prioritária da política cultural: dinamizar, estrategicamente, a prática da leitura no estado, adotando o pressuposto de que um programa de massificação de hábitos de leitura contribui para melhorar os indicadores sociais do estado, das notas do Enem e do Ideb até as condições da segurança social. O Programa seria desenvolvido por meio das seguintes sub-ações:
Sub-ação A – Caixa de Leitura. Impressão, em edição popular de boa qualidade, de coleções de livros já em domínio público, dentre títulos da literatura universal e brasileira/paraense para distribuição massiva entre estudantes do Sistema Paraense de Educação. Cada aluno receberia uma caixa com vinte títulos e poderia trocar ou emprestar outros títulos que tenham sido recebidos por outros alunos.
Sub-ação B – Pontos de Leitura. Estabelecimento de Pontos de Leitura por meio de editais públicos. Esses pontos seriam espaços informais de leitura: de associações comunitárias a pontos de táxi, por exemplo. Em troca do compromisso de constituírem-se como espaços informais para a leitura, eles receberiam estantes com coleções completas das obras editadas na Sub-ação A. Também abrigariam programações e atividades ligadas ao setor do livro e da leitura promovidas pela Secult.
Sub-ação C – Modernização de bibliotecas. Renovação de acervos bibliográficos e reorganização de espaços de leituras. Seria uma ação de construção de bibliotecas municipais e escolares, bem como, eventualmente, de dinamização das atividades dos infocentros do Programa Navega Pará como espaços de leitura.
Sub-ação D – Olimpíadas do Livro. Ação desenvolvida em parceria com a Seduc, visando estimular a leitura das obras publicadas por meio da Sub-ação A.
Sub-ação E – Reequipagem da Biblioteca Pública Arthur Vianna. Reorganização do espaço, com especial atenção para a aquisição de novas máquinas de leitura de microfilmagem e condições infra-estruturais da reserva de obras raras. Também seria necessária uma ação intensiva de microfilmagem/digitalização do acervo histórico e de ampliação dos espaços de consulta.
Sub-ação F – Reequipagem do Arquivo Público do Estado do Pará. Ação intensiva de microfilmagem/digitalização do acervo histórico e de ampliação dos espaços de consulta.

Referências a essas propostas aprovadas na II Conferência Estadual de Cultura
  • (Eixo II, item 1) Criar, ampliar e qualificar bibliotecas volantes e comunitárias.
  • (Eixo II, item 6) Implantar e modernizar as bibliotecas públicas municipais com espaços apropriados no centro, bairros e vilas dos municípios de modo a permitir acesso à cultura, visando torná-las multicultural dotado de telecentros, espaço para artes cênicas, exposições, dentre outras, promovendo o acesso universal e irrestrito aos bens e/ou serviços culturais.

Nenhum comentário: