02 julho 2010

Sobre o DEM 2

Aqui no Pará a impressão que se tem é de que, também aqui, o partido está condenado. Ninguém acredita em pesquisas que coloquem Valéria Pires Franco nos primeiros lugares para o senado. Ninguém endossa. E, além disso, todo mundo sabe que basta uma campanha viral, como a da Barbie Candidata (todos lembram, não é?), para catapulta-la para o quarto, quinto ou sexto lugar. Por outro lado, o marido-candidado, corre o risco de não conseguir se reeleger sem uma coligação. Desacreditados, o casal-candidato não consegue moldar uma identidade diferenciada e livre do PSDB. Morte lenta –candidata.

Nenhum comentário: