13 agosto 2010

Fordlândia ganha livro


Não poucos loucos planejaram, construíram e povoaram cidades na Amazônia. De Mazagão às companies towns de Carajás, passando por várias outras. Uma delas foi Fordlândia, que acabou de ganhar um livro contando a sua história: Ascensão e queda da cidade esquecida de Henry Ford na selva, de Greg Grandin (Rocco, 400 pgs. R$56). O livro conta em detalhes a história de um empreendimento megalomaníaco do final dos anos 20 – transplantar para uma cidade construída no meio da floresta, à beira do Rio Tapajós, os valores, costumes e o padrão de vida tipicamente americanos, e dali administrar uma plantação de seringais de tamanho equivalente ao estado do Tennessee. Ford era, então, o homem mais rico do mundo. Para o autor havia, por trás de Fordlândia, um impulso quase messiânico: o sonho de um experimento social que expurgasse o capitalismo das deformações que acumulara nos Estados Unidos e resgatasse as suas virtudes originais.
 

Nenhum comentário: