09 setembro 2010

A conjuntura Dilma 6: O Congresso Nacional em 2011

A renovação legislativa deverá ser de cerca de 50%, tanto na Câmara quanto no Senado. Esse índice é semelhante à média de renovação havidas nas últimas 5 eleições, de 50,4%. No Senado, nos dois últimos pleitos em que houve eleição de 2/3 da Casa, 1994 e 2002, das 54 vagas em disputa apenas 9 e 14, respectivamente, foram ocupadas por parlamentares reeleitos, numa renovação de 55,55% e de 49,38% em relação à totalidade dos senadores. Neste pleito, estima-se que entre 15 e 20 consigam se reeleger, numa renovação máxima de 48,15% e mínima de 41,97%.
Nesse cenário, haverá pequenas oscilações no tamanho das bancadas, para mais ou para menos - A única transformação partidária de vulto tende a ser a do DEM, provavelmente o grande perdedor das eleições. PMDB, PT e PSDB continuarão entre as três maiores bancadas, com alguma chance de o PT ocupar o primeiro lugar.


  

Nenhum comentário: