08 novembro 2010

Energia nuclear na Alemanha

Li no blog do Luis Nassif a seguinte nota sobre a matriz energética da Alemanha:
1. Até 2020 a Alemanha vai precisar de mais 15 GW firme instalados se não quiser um apagão, vem a ser uma Itaipu e uns quebrados; 
2. Cerca de 1/4 da energia alemã é nuclear; 
3. A Alemanha está cada dia mais dependente do gás/óleo russo; 
4. A Alemanha está cada dia mais dependente de energia elétrica importada, sobretudo francesa (a Alemanha vem a ser o maior importador de energia elétrica do mundo, são bilhões de euros gastos todo ano); 
5. A Alemanha não é Brasil, o potencial dos renováveis é limitado por lá; 
6. Os alemães estão cada dia mais preocupados com o preço da energia, é subsidio pra tudo quanto é lado, pra bancar eólicas etc. 
Como essa conta fecha sem energia nuclear, que é barata e confiável, eu não sei. 
Enquanto isso os franceses, cuja matriz e 80% nuclear, assistem tudo de camarote e ainda por cima faturando uma grana preta dos alemães exportando seu excedente energético.

Um comentário:

Tamine Maklouf disse...

Boa análise de viés crítico.
Realmente, se o povo não tá nem um pouco disposto a passar frio e diminuir em 50% a calefação no inverno daqui a 20 anos, dane-se o "meio ambiente": tem que rolar energia nuclear.