04 novembro 2010

Quanto custou a eleição para o Senado na Amazônia

Dentre os senadores eleitos na Amazônia, o ex-governador do Amazonas, Eduardo Braga (PMDB), fez a campanha mais cara (5,69 milhões). Só perderia para a campanha de Ivo Cassol, eleito por Rondônia, se esse senador for autorizado a assumir a vaga. Cassol, do PP, gastou 7,94 milhões e sua diplomação depende de decisão da justiça. A segunda campanha mais cara também foi feita no Amazonas: Vanessa Graziotin gastou 4,89 milhões. 

Caso não haja uma nova eleição para o senado, no Pará, Marinor Brito, do Psol, fez a campanha mais barata dentre os eleitos. Gastou pouco mais que 53 mil reais. Abaixo a relação dos custos de campanha dos senadores eleitos pela Amazônia. Está faltando João Capiberibe, eleito pelo Amapá, porque sua eleição ainda depende de decisão do STF.

São 4 senadores eleitos pelo PMDB, 2 pelo PT e e pelo Psol. PCdoB, PR, PP e PSDB elegeram um senador cada. Se no lugar de Ivo Cassol entra Fátima Cleide, o PT ganha mais um senador. Confirmando-se Capiberibe, o PSB ganha seu único senador amazônico. 

A soma de todas essas campanhas, contando com Cassol, dá a cifra de R$ 32.585.510,91. Só para os eleitos...

  • Eduardo Braga  (PMDB-AM) 5.693.139,92 (novo)
  • Vanessa Graziotin   (PCdoB-AM) 4.895.732,00 (nova)
  • Waldir Raupp   (PMDB-RO) 3.641.813,70 (reeleito)
  • Flexa Ribeiro  (PSDB-PA) 3.502.938,05 (reeleito)
  • João Ribeiro   (PR-TO) 2.158.477,04 (reeleito)
  • Marcelo Miranda  (PMDB-TO) 1.512.456,77 (novo)
  • Ângela Portela  (PT-RR) 1.505.080,00 (nova)
  • Romero Jucá  (PMDB-RR) 991.300,00 (reeleito)
  • Sérgio Petecão (PMN-AC)  463.000,00 (novo)
  • Randolfe Rodrigues (Psol-AP)  190.200,00 (novo)
  • Jorge Viana  (PT-AC) 54.050,00 (novo)
  • Marinor Brito (Psol-PA) 53.079,00 (nova)

Nenhum comentário: