05 dezembro 2010

Memórias de Luca Diodati 5: Moscou



"Em Moscou aprendi a amar geometricamente. Paredes acima e abaixo, com regularidade vã. O mundo repetia-se em intervalos. Natália ensinava cidades".

"Das "Memórias afetivas de Luca Diodati".

Nenhum comentário: