04 janeiro 2011

Como foram os gastos do Governo Lula com Comunicação

Quando Lula tomou posse, em janeiro de 2003, apenas 499 veículos de comunicação recebiam verbas de publicidade do governo federal. Agora o número foi para 8.094.
Esses jornais, revistas, emissoras de rádio, de TV e "outros" estão espalhados por 2.733 cidades. Em 2003, eram só 182 municípios.
Só em 2010, o dinheiro para publicidade de Lula passou a ser distribuído para 1.047 novos veículos de comunicação, inclusive portais de internet, blogs, comerciais em cinemas, carros de som, barcos e publicidade estática, como outdoors ou painéis em aeroportos.
Em 2003, esses veículos não convencionais eram apenas 11. Agora, são 2.512. Acrescente-se um fato simbólico, que assevera a simpatia do governo Lula para com a mídias digitais: O presidente foi o primeiro a conceder uma entrevista exclusiva dentro do Planalto para o que a administração petista chama de "blogs progressistas".
Na comunicação pública deve ser ressaltado, também, que o governo Lula avançou na transparência das contas governamentais. Nunca existiu esse tipo de estatística até 2003. Os gastos com publicidade foram discriminados. O valor total gasto nos dois mandatos, até outubro deste ano, foi R$ 9,325 bilhões. Dá média anual de R$ 1,2 bilhão.
Essa cifra não inclui três itens: custo de produção dos comerciais, publicidade legal (os balanços de empresas estatais) e patrocínio.
Produção e publicidade legal consomem cerca de R$ 200 milhões por ano. No caso de patrocínio, o gasto médio anual foi de R$ 910 milhões de 2007 a 2009.
Tudo somado, Lula gasta R$ 2,310 bilhões por ano com propaganda. Os valores são semelhantes aos do governo FHC, embora, a respeito do tucano, inexistam estatísticas precisas à disposição.
A diferença do petista para o tucano foi a dispersão do dinheiro entre os 8.094 jornais, revistas, emissoras de rádio, de TV e sites. Um espetáculo de 1.522% de crescimento de veículos atendidos.
Com dados da Folha de S. Paulo.

Um comentário:

Márcio Saldanha disse...

O blog do Planalto apresenta quadro onde mostra quanto cada meio de comunicação recebeu de verba da SECOM, com destaque onde apresenta outros meios mostra-se que o que foi gasto com meios eletrônicos é muito menor que o alarmado pela grande mìdia. Destinado para 71 veiculos (cerca de 3% citado pela coluna) receberam recursos, contudo ainda receberam recursos MSN, UOL, Globo.com, Terra, IG, Yahoo, Estadão Valor Onlina e Folha.com.
Sobre a expressão blogs progressistas foi denominado pelo encontro dos blogueiros independentes que se realizou no ano passado onde foi tirada a expressão e não uma denominação da administração do governo ou petista.
Segue link: http://www.viomundo.com.br/voce-escreve/secom-da-paulada-na-cabeca-da-cantanhede.html