19 janeiro 2011

Disparidade regional no ensino superior

A avaliação das instituições de ensino superior, cujos resultados foram divulgados esta semana pelo Ministério da Educação (MEC), revela um quadro de disparidades regionais e entre as redes pública e privada. 

Das 25 instituições com nota máxima no Índice Geral de Cursos (IGC), 22 são do Sudeste e 3 do Sul — São Paulo e Rio concentram 15 delas. 

As regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste não têm representantes na elite do ensino superior do país.

Dentre as instituições com maior IGC, 14 são públicas, o equivalente a 56%, e 11 (44%) privadas.

Nenhum comentário: