18 janeiro 2011

Quantos doutores há n a Amazônia, e no Pará?


O Brasil tem 72.195 doutores empregados no ensino público superior. Desse total, apenas 2.923 estão na região norte. Dos sete estados que a compõem, o Pará é o mais aquinhoado, com 1.306 doutores. O Amazonas possui 848. Seguem-se Tocantins, com 209; Rondônia, com 193; Acre e Roraima, com 149 ambos; Amapá com 63.
A UFPA possui 1.043 pesquisadores doutores. É seguida pela UFRA, que tem 118, pela UEPA, com 55 e pela UFOPA, com 54. Dentre as instituições de ensino federais, há ainda o Instituto Federal de Tecnologia do Pará, que tem 32 doutores.
Dentre as universidade estaduais, a Universidade do Estado do Amazonas (UEA) tem 113 doutores. A UEPA, como se disse, tem apenas 55, ou seja, menos que a metade da congênere amazonense. A estadual de Roraima (UERR) tem 15. Já a do Amapá (UEAP) tem, incrivelmente, apenas 1.

Um comentário:

Anônimo disse...

Fábio, no Relatório de Gestão de 2008 a UEPA informa possuir 116 doutores. Como houve um concurso para docente no ano passado (com vagas para doutores) e nos últimos dois anos voltaram vários professores com doutorado e, inclusive, houve a conclusão de um DINTER em Educação, a Universidade já está, em torno, com 200 doutores.
O relatório pode ser encontrado via google.