07 fevereiro 2011

Lula inicia hoje, na abertura do FSM, sua agenda oficial pós-presidência

Em meio à crise econômica internacional e à turbulência política no norte da África e no Oriente Médio, movimentos sociais realizam a partir de hoje, em Dacar, no Senegal, a 11.ª edição do Fórum Social Mundial. Sob o tema As Crises do Sistema e das Civilizações, o evento volta a discutir a ideia de "outro mundo possível" e traz como estrela o ex-presidente Lula, símbolo de uma América Latina voltada à esquerda.

Além dos chefes de Estados africanos, as personalidades mais aguardadas na Universidade Cheikh Anta Diop, centro dos eventos, são Lula, o músico Gilberto Gil, Hugo Chávez (presidente da Venezuela), Evo Morales (da Bolívia) e duas presidenciáveis do Partido Socialista da França, Martine Aubry e Ségolène Royal. O governo brasileiro será representado pelo secretário-geral da Presidência, Gilberto Carvalho, que vai chefiar a delegação e terá a companhia das ministras de Direitos Humanos, Maria do Rosário, e de Políticas de Promoção de Igualdade Racial, Luiza Helena de Bairros.

Em sua primeira viagem ao exterior desde que deixou a Presidência, Lula não integrará a comitiva oficial, mas terá status privilegiado no evento. Durante sua estada em Dacar, deve ser recebido pelo presidente do Senegal, Abdoulaye Wade, que exerce o cargo desde 2000. Amanhã, Lula deve discursar à multidão aguardada no campus da universidade. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo

Nenhum comentário: