09 março 2011

Itamaraty afasta embaixador acusado de desvio e fraudes


O embaixador brasileiro em Harare, capital do Zimbábue, Raul de Taunay foi exonerado pelo chanceler Antonio Patriota na semana passada. Taunay comandava a embaixada desde 2007 e foi afastado depois que o escritório financeiro do Itamaraty em Nova York detectou indícios de malfeitos: recibos ilegíveis, pagamentos indevidos, credores inexistentes, despesas não comprovadas... Coisa de US$ 300 mil.
Temos que lembrar também de outros dois eventos negativos recentes: a distribuição de passaportes diplomáticos para políticos e familiares e o desaparecimento de 18 obras de arte na embaixada brasileira em Paris.
Os punhos de renda do Itamaraty estão puídos depois de quase dois séculos de uma carreira exclusivista. E ainda falam mal das reformas que Lula fez na carreira.

Nenhum comentário: