01 dezembro 2011

Eleito o Conselho de Comunicação da Bahia, o primeiro do Brasil


A Secretaria de Comunicação da Bahia conseguiu superar o jogo de poder imposto pela mídia dominante e pelos interesses dos velhos políticos e trocar o foco central da comunicação do marketing para participação popular e o enfoque social.

Na sexta-feira passada (25/11), conseguiu fazer com que a Bahia desse mais um importante passo em direção à garantia do direito à comunicação da população, ao realizar a eleição dos representantes da sociedade civil para o Conselho Estadual de Comunicação Social, o primeiro no Brasil. Foram eleitas 20 entidades, sendo 10 do segmento empresarial e 10 do movimento social, que tomarão posse no dia 12 de dezembro, juntamente com os sete indicados pelo governo do Estado.

O movimento social está representado no Conselho por meio da Rádio Comunitária Santa Luz, Vermelho, Cipó, Intervozes, Barão de Itararé, Renascer Mulher, UBM, CTB e Sinterp, como titulares. A suplência será ocupada pela Sintel, Abraço, Nego D’Água, Unegro, Idase, Arcaa, FNDC, CUT, UJS e Fetag. 


Perceba-se a participação de entidades com atuação nacional, como o Intervozes, o Barão de Itararé e o Vermelho, alem da Abraço, CUT, Fetag e outras. Isso assinala a possibilidade de institucionalização da luta pela democratização da comunicação num plano de articulação nacional, a partir do momento em que outros Conselhos de Comunicação entrarem em atividade.

No outro segmento estarão no Conselho a ABI, Facom-UFBA, TV Aratu, Grupo Tucano de Comunicação, ATarde, Rocha Propaganda e Marketing, OI, Uranus 5, ARX30 Produtora e o Bahia Notícias. Na suplência estão a OAB-Bahia, UNEB, TV Itabuna, Folha do Estado, Tempo Propaganda, Central de Outdoor, Malagueta Cinema e Vídeo, Sinditelebrás e Notícias do Sertão. 

Nenhum comentário: