24 outubro 2014

Seminário Internacional de Comunicação Organizacional

Entre 5 e 7 de novembro próximo ocorre o II Seminário Internacional de Comunicação Organizacional: dimensões epistemológicas e discursivas – uma realização dos grupos de pesquisa Comunicação no contexto Organizacional: aspectos teóricos-conceituais (PUC MG) e Interações em Práticas e Processos Organizacionais (GRISORG UFMGO evento contará com a participação de três professores pesquisadores franceses: Gino Gramaccia (Professor de Ciências da Informação e da Comunicação na Université Bordeaux), Nicole D’Almeida (Celsea Université/Paris IV Sorbonne), Jacques Bonnet (Professor de Ciências da Informação e da Comunicação na Université de Bourgogne).

23 outubro 2014

Livro " corpo representado"

Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (PPGC/UERJ) vem de lançar o livro “O corpo representado: mídia, arte e produção de sentidos”, que discute a dimensão simbólica e cultural do corpo, tendo o espaço urbano e contemporâneo como palco privilegiado. Os autores pensaram sobre histórias em quadrinhos, cinema, revistas, postais, videoclipes e também sobre o corpo como objeto da arte, especialmente aquele da dança contemporânea em seu caráter urbano e experimental. O livro é publicado pela editora da própria universidade (EdUERJ) e pode ser acessado no site da editora.

11 razões econômicas para votar em Dilma













22 outubro 2014

MANIFESTO DOS COMUNICADORES COM DILMA

Os interessados em assinar o manifesto devem deixar seu nome completo, cidade e estado na caixa de comentários do nosso blogue, aqui.
Manifesto dos #ComunicadoresComDilma
Somos um grupo de comunicadores diversos que apoia a reeleição de Dilma Rousseff para aprofundar o projeto iniciado pelo governo Lula que realiza o mais amplo processo de inclusão social da história do país. Estamos com Dilma porque enxergamos o Brasil que deixou de ser invisível.
Estamos com Dilma pelos 36 milhões de pessoas que saíram da miséria; pela superação da fome estrutural no país; pelos mais de 15 milhões que tiveram acesso à energia elétrica; pelos milhões de famílias que hoje têm acesso à água por meio das 1 milhão de cisternas e canais de integração de rios; pelos 50 milhões de brasileiros beneficiados pelo Mais Médicos; pelos 6,8 milhões de beneficiários do Minha Casa Minha Vida; pelos 42 milhões que ascenderam à classe C; pelos mais de 20 milhões de empregos gerados; pelas menores taxas de desemprego da história; pela valorização contínua do salário mínimo.
Estamos com Dilma pelos 98,3% de crianças e adolescentes entre sete e 14 anos que hoje estão na escola; 43 milhões de crianças e jovens que tem merenda escolar; pelas mais de 400 escolas técnicas; pelos 8 milhões que cursaram o Pronatec; pelos 7,2 milhões universitários; pelas 18 universidades públicas e 173 campi criados; pelas políticas de cotas; pelos mais de 100 mil que vão ao exterior estudar pelo Ciência sem Fronteiras.
Estamos com Dilma pelo papel fundamental do Brasil na construção de um mundo multipolar; fortalecendo nossa parceria com os países “de baixo” e colocando em outro patamar nossas relações com os países “de cima”.
Estamos com Dilma por essas e tantas outras políticas. Por estes e tantos outros números que resumem pessoas, trajetórias e vidas transformadas, revelam aonde nos falta avançar e as contradições a serem superadas. Realidade esta que ainda merece ser contada de maneira justa, porém, é sistematicamente sonegada pelo pessimismo militante imposto por um pequeno grupo de poderosos que aparelha concessões públicas de comunicação em nome de seu projeto elitista de poder. Dessa forma empobrecem o debate público, sufocam a diversidade de opiniões, alienam a produção intelectual de seus trabalhadores e produzem uma caricatura do Brasil, incapaz de reconhecer seus avanços e debater democraticamente suas debilidades.
Também estamos com Dilma porque rechaçamos o retorno do projeto do Estado mínimo e também a chegada do projeto que pretende terceirizar a formulação da política econômica ao capital financeiro, ambos camuflados em candidaturas que, cinicamente, enganam o povo ao dizer ser possível prosseguir com a ampliação das políticas sociais, da distribuição de renda e dos níveis de emprego e salário com suas propostas para a economia e seus ainda “misteriosos” pacotes de “ajuste fiscal” e “choque de gestão”.
Estamos com Dilma porque temos certeza de que a mudança real da política no Brasil está numa reforma estrutural, a Reforma Política, e não na mudança individual ou no discurso de qualquer candidato ou governante. E a presidenta está comprometida com um processo e com um novo sistema político que amplie a participação social, inclua a diversidade do povo brasileiro e acabe com o financiamento privado de campanha, que submete a democracia aos interesses do poder econômico. Estamos com Dilma porque queremos avançar nas políticas de comunicação, com um novo marco regulatório no setor, assegurando liberdade de expressão para todos e todas e democratização da mídia.
Estamos com Dilma porque olhamos para o passado, para o presente e para o futuro. E vemos na candidatura da presidenta Dilma o projeto com mais força para seguir aprofundando a democracia e a inclusão social no Brasil.

#comunicadorescomdilma






Seminário "A teoria geral do imaginário de Gilbert Durand"

Dia 27 de outubro próximo, das 13:30 às 16:30 hs, acontece na Unip o Seminário "A teoria geral do imaginário de Gilbert Durand", a ser proferido pela Profa. Dra. Ana Tais Martins Portanova Barros. O seminário é promovido pelo Programa de Pós-graduação em Comunicação e Cultura Midiática da Universidade Paulista – UNIP. O seminário será realizado no Campus Indianópolis, localizado na Rua Dr. Bacelar, 1212, 4° Andar, Sala 401, Vila Clementino, São Paulo - SP. Informações pelo email pgcomunicacao@unip.br.

Simpósio da Associação Brasileira de Pesquisadores em Cibercultura

Ocorre entre 3 e 5 de dezembro o VIII Simpósio da ABCiber, que será realizado nos dias 03, 04 e 05 de dezembro, pelo ESPM Media Lab (ESPM-SP). Trabalhos podem ser enviados até o dia 24/10. Todos os trabalhos aceitos e apresentados serão publicados pelo ESPM Media Lab, em formato e-pub (livro eletrônico com ISBN). Em breve, todas as informações sobre os nomes que participarão dos paineis, GTs e oficinas serão divulgados no site da ABCiber: ABCiber - Associação Brasileira de Pesquisadores em Cibercultura