Sobre mim

Sou professor associado da Universidade Federal do Pará, com atuação na interface Antropologia, Sociologia e Comunicação usando referencial metodológico fenomenológico e hermenêutico. 

Atualmente coordeno o Programa de Pós-graduação Comunicação, Cultura e Amazônia (PPGCOM), na Universidade Federal do Pará (UFPA) e também atuo no Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido (PPGDSTU), do Núcleo de Altos Estudos Amazônicos (Naea, UFPA) e na Faculdade de Comunicação da UFPA. 

Sou graduado em Comunicação Social pela UFPA (1990), mestre em Comunicação pela Universidade de Brasília (1994), mestre em Estudo das Sociedades Latino-Americanas (opção Antropologia) pela Universidade de Paris III (Sorbonne-Nouvelle) (2000), doutor em Sociologia pela Universidade de Paris V (Sorbonne-Descartes) (2003), pós-doutor em Comunicação, com ênfase em etnométodos e estudos sobre interação social pela Universidade de Montréal. 

Coordeno o Grupo de Pesquisa Fenomenologia da Cultura e da Comunicação e fui Secretário de Estado de Comunicação no Governo do Pará e ocupei outros cargos e funções públicas: Secretário de Estado Especial para o Desenvolvimento Social (Governo do Pará), Chefe do Departamento de Comunicação da UFPA, diretor do Museu da Imagem e do Som do Pará, Coordenador da Câmara de Políticas Sócio-Culturais do Governo do Pará, Coordenador da Área de Desenvolvimento Cultural da Fundação Cultural do Pará, Assessor Especial para o Planejamento Político na Casa Civil do Governo do Estado do Pará, delegado pelo Pará à I Conferência Nacional de Comunicação.

Aqui, meu CV na plataforma Lattes, do sistema brasileiro de ciência e tecnologia. E aqui, no Academia.edu, uma lista das minhas publicações.

Fora daí interessa saber que tenho péssima coordenação motora e que não dirijo bem. Não sei pintar, nem cantar e nem ler partituras.

Politicamente, sou um democrata de esquerda, filiado ao Partido dos Trabalhadores e internacionalista por convicção. Muito estou empenhado em produzir novas sínteses para pensar o modelo de desenvolvimento justo e sustentável para a região amazônica.

Culturalmente, me interesso por um monte de coisas: muitíssimo por literatura e por filosofia, mas também por história, geopolítica, fotografia, cinema, teatro, cultura pop, etc.