22 setembro 2010

Duas razões pragmáticas para votar no PT. 2ª razão: O PSDB é um partido bypassado.

Todo mundo tá saindo de lá. E parece que só vai sobrar o Jatene pra apagar a luz. O Aécio vai sair. Até o Gabriel já se mandou. Tudo indica que Dilma, presidente, vai contar, logo de saída, com uma bancada de 325 deputados e 45 senadores. A eles, deverão se juntar, em menos de três meses, outros 78 deputados e 13 senadores, eleitos por partidos que, provavelmente, entrarão na base governista. Com essa bancada, deverá acontecer algo inédito na história recente do país: uma situação de hegemonia no Congresso. Nem Lula governou com essa base. É um projeto que apenas avança – e, longe dele (pior, com o PSDB e o DEM), o Pará vai ficar de fora. Sendo pragmático, longe de Dilma e de Lula não há futuro para o Pará. Ana Júlia é PT. PT é Lula e Dilma. É o projeto que está mudando o Brasil. Você vê que está funcionando. O que acontece Brasil afora já começou a acontecer aqui. Lula, Dilma e Ana Júlia começaram a mudar a realidade do estado mais difícil do Brasil, que é o nosso Pará. E precisam continuar com esse trabalho. Em time que está ganhando não se mexe. Pra quê voltar pra trás?
Por que esta razão é pragmática¿ Porque você sabe que para governar direito é preciso um acordo de maioria – o que não quer dizer que não haja oposição! Você já aprendeu que é assim que funciona onde dá certo. E enquanto o parlamentarismo não vem, temos que remediar com alianças partidárias. Quando tem acordo, a política fica mais ágil e mais fácil de acompanhar. O poder fica mais fácil de fiscalizar. Os debates ganham objetividade.

Nenhum comentário: