12 setembro 2010

A pedido de Sarney, Lula pediu votos para o candidato errado

O programa político de José Serra de ontem a noite utilizou imagens do presidente Lula pedindo votos para o ex-governador do Amapá, Waldez Góes, candidato ao Senado Federal. Essas imagens foram veiculadas ao longo das duas semanas anteriores no horário eleitoral do Amapá e provocaram uma grande decepção nos eleitores de Lula no estado. Essa decepção se deve ao fato de que Lula não gravou semelhante pedido de votos para nenhum dos candidatos de seu próprio partido ou da coligação de seu partido, ao governo e ao senado: João Capiberibe, do PSB, candidato ao senado; Professor Marcos, do PT, também candidato ao senado e Camilo Capiberibe, candidato do governo. A incômoda pergunta que ficou no ar, no Amapá, foi: por que razão Lula prefere apoiar candidatos de José Sarney – Waldez Góes ao senado e Pedro Paulo ao governo – e não os candidatos da coligação PT-PSB?
Não poucas pessoas, na fúria de sua decepção, comentaram, em Macapá, que anulariam o voto em Dilma. Pequenas vinganças...
Uma percepção ampliada, certamente, no contexto da prisão, pela Polícia Federal, pelos dois candidatos para os quais Lula pediu votos, bem como de outros apadrinhados de Sarney, dentre os quais o presidente da Assembléia Legislativa local, Jorge Amanajás, também ele candidato ao governo do estado.

Essa decepção deriva, efetivamente, da constatação de que o jogo de poder que envolve a prioridade da eleição nacional passa por um acordo que larga o Amapá à quota-parte de José Sarney. Como se a população local não merecesse ser “salva” do mar de corrupção em que vive.

Nenhum comentário: