15 outubro 2010

Edir Gaya desmente boato sobre punição

Entrei em contato com o jornalista Edir Gaya para apurar a informação, do Blog do Bacana, de que teria sido afastado da campanha de Ana Júlia em função de comentário seu, postado aqui no Hupomnemata, a respeito da campanha feita pela Link. Gaya negou a informação. Disse que não vê relação alguma entre seu comentário e seu afastamento da campanha: "O que houve foi um corte brusco no orçamento e eles resolveram dispensar algumas pessoas", informou. Gaya ainda comentou: "O que escreveste e o que eu postei são de domínio público e, aliás, são ideias que se não me engano estão sendo aplicadas na campanha. Não acredito nessa fofocagem"


Efetivamente, o post que fiz sobre os erros da campanha no primeiro turno, teve uma repercussão grande. Percebo-o pelo número de acessos, por uma impresssionante carga de acessos ao blog vindos de Brasília e Salvador e pelo incômodo que causou em certos círculos políticos, receosos de que o texto pudesse ser usado como cavalo de batalha na disputa interna e, assim, desestabilizasse, de alguma forma, as relações duramente construídas nesse processo de reeleição. Recebi alguns telefonemas (graúdos) a respeito disso, bem como outros (não menos graúdos), é bem verdade, desejando, justamente, o contrário.


Aproveito para reafirmar minha posição, no debate público: tento, o quanto possível, construir um debate equilibrado, ponderado e construtivo. Faço um blog de opinião, e não de informação e isso quer dizer que não deixo, em hipótese alguma, de dizer o que penso - mas sempre com responsabilidade. Não procuro imparcialidade, porque tenho posição e ela é clara. O que procuro é aperfeiçoar essa posição, e para isso é imprescindível o exercício da autocrítica e da crítica, coisa que pode incomodar a alguns e a algumas, mas que, de qualquer forma, vai sempre encontrar espaço, aqui mesmo, inclusive, para o diálogo e o debate. E vamos levando.

Nenhum comentário: