18 novembro 2010

Dilma quer dobrar investimentos em infraestrutura, mas...


Os números do Orçamento Geral da União (OGU) são cruéis. A verba pública para ações de desenvolvimento envolvem apenas o equivalente a cerca de 1% do PIB. 

Dilma anunciou que deseja dobrar esse percentual, mas não será fácil. Só as despesas com pessoal, encargos sociais e benefícios previdenciários e assistenciais consomem quase 30% das receitas. O OGU de 2011 é de R$ 51,44 bilhões para investimentos, ou 1,32% do PIB projetado, o qual é de de R$ 3,89 trilhões.

O OGU de 2010 foi de R$ 58,1 bilhões.

Um mapeamento da Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústrias de Base (ABDIB) mostra que o Brasil precisa de investimentos públicos e privados, apenas em infraestrutura, de R$ 168 bilhões anualmente, por pelo menos cinco anos, para desfazer os nós da economia.
Desse total, R$ 29,5 bilhões seriam em energia (geração, transmissão e distribuição); R$ 78,6 bilhões em petróleo e gás natural; R$ 14,1 bilhões em saneamento; R$ 25,2 bilhões em transportes e logística; e R$ 20,6 bilhões em telecomunicações.

Nenhum comentário: