21 dezembro 2010

Mais sobre a nova ministra da Cultura

Nascida em 12 de agosto de 1948, Ana de Hollanda é filha do historiador Sérgio Buarque de Holanda e de Maria Amélia Alvim. É irmã de Chico, Miúcha e Cristina Buarque, dentre outros
Iniciou sua carreira em 1968, cantando no III Festival Internacional da Canção Popular. De 1979 a 1996, estudou técnica vocal e interpretação com a professora e fonoaudióloga Rosemarie Shock, em São Paulo. Em 1980 e 1981, freqüentou o Curso de Formação de Atores no Teatro Vento Forte (SP). Em 1990, cursou Interpretação Teatral, na Escola Internacional de Teatro da América Latina e Caribe, e participou de Oficina de Técnica Vocal, com o professor francês Robert Cohen, na Escola Internacional de Teatro da América Latina e Caribe, em Machurrucutu (Cuba). Estudou técnica vocal com a fonoaudióloga Sônia Corazza, em São Paulo, e participou da Oficina de Técnica Vocal ministrada pela fonoaudióloga Glória Beutenmüller, promovida pela SMC da Prefeitura de São Paulo.
Depois de participar de especiais e shows na companhia dos irmãos, gravou seu primeiro disco solo, “Ana de Hollanda”, em 1980. O segundo álbum, “Tão Simples”, foi gravado em 1995.
Em seu repertório inclui sambas de Noel Rosa e Geraldo Pereira, canções de Chico Buarque, bossa nova e outros estilos sempre ligados à MPB. Atuou como vocalista em discos de Toquinho, Vinicius de Moraes, Fafá de Belém, Tom Jobim e outros. Além de cantora, trabalha como atriz, principalmente em musicais.
Ana de Hollanda também exerceu funções administrativas na área da cultura: dirigiu o Centro Cultural São Paulo, da Secretaria Municipal de São Paulo, foi Secretária de Cultura do Município de Osasco e o Centro de Música da Funarte.

Mais, aqui, no seu site.

Nenhum comentário: