28 dezembro 2010

Relatos das confrarias do Mururé e do Pato Macho

Vou começar a contar a vocês algumas de minhas conversas. Meu apreço pelos mitos do espaço publico e minhas utopias pessoais me levam a participar de dois grupos, que se reúnem semanalmente: o Grupo do Mururé e a Confraria do Pato Macho. O primeiro é formado por nomes ilustríssimos, todos com grande experiência, uns na vida pública e outros na vida acadêmica. O segundo, por uns canalhas menos ilustres, uns velhos amigos sem glórias. São grupos díferes, mas em ambos discutimos política. O primeiro se reúne às terças, para um café da manhã saudável. O segundo às sextas, para um whiskye misericordioso.

Nenhum comentário: