24 janeiro 2011

China responde por metade dos investimentos globais em energias renováveis


Só no primeiro semestre de 2010, a China destinou 10 bilhões de dólares para projetos em renovação de recursos naturais. Isso responde por metade do que foi investido, em todo o planeta, nesse campo: 20,5 bilhões de dólares. Esse investimento garante a predominância chinesa no setor - 50% de todas as turbinas movidas por vento no mundo que começaram a operar este ano estão instaladas na China. Diante deste cenário de políticas reforçadas de energia limpa, é previsto um investimento acumulado potencial para a China na próxima década de 620 bilhões de dólares, volume que deverá cobrir a instalação de mais 375 GW de energia renovável.
 Ao longo do ano de 2010, os chineses anunciaram investimentos bilionários em vários setores da economia brasileira. Compraram participações em mineradoras, se associaram à Petrobras na exploração do pré-sal, firmaram parcerias com plantadores de soja, entre outros. Mas só agora se deram conta dos problemas logísticos que terão pela frente na hora de escoar a produção. Porém, o que poderia soar como um problema, deve, na realidade, se transformar em mais oportunidades de investimento para os chineses no país.
Em setembro, o Bank of China liberou um financiamento de 1,3 bilhão de dólares para a Vale. O dinheiro será aplicado na construção de 12 navios para o transporte de minério de ferro – mais especificamente na rota Brasil – China. A construção de ferrovias e portos também está nos planos. 

Nenhum comentário: