14 janeiro 2011

Peixe certificado


Está chegando ao Brasil, este mês, um dos mais importantes selos de certificação de pescados do mundo: o MSC, Conselho de Manejo Marinho, na sigla em inglês, que foi criado em 1997 pela ONG WWF. De acordo com o Censo da Vida Marinha do Ministério do Meio Ambiente, das mais de 1.200 espécies de peixes existentes na costa brasileira e nos rios, 32 estão sendo exploradas além da sua capacidade de regeneração. No caso dos crustáceos, a sobrepesca atinge 10 de 27 espécies.
O objetivo da certificação é exatamente garantir que a pesca seja sustentável e que os pescadores tenham uma remuneração digna. Uma das poucas empresas brasileiras que já investiu em certificação é a Noronha Pescados, de Recife, que usa o selo Friend of the Sea. A empresa vende peixes da Amazônia, como o Pirarucu, e investe em ONGs de pescadores da região. Outras empresas certificadas, no Brasil, são a Gomes da Costa e a Leal Santos, que certificam as espécies de atum usadas para fazer os seus enlatados.
Via O Globo

Nenhum comentário: