22 fevereiro 2011

Paulo Chaves e os cupins do Teatro da PAZ (não seriam baratas?)

Esta semana Paulo Chaves, secretário de Cultura do governo Jatene, lançou mais uma das suas. Mandou fechar o Teatro da Paz porque estava cheio de cupim. É a segunda vez, em menos de 60 dias da sua administração à frente da Cultura, que ele manda fechar um espaço cultural do estado. Logo que assumiu mandou a PM cerca o Hangar e lacrá-lo. Agora é o Teatro da Paz. 

Essa estória dos cupins lembra muito um caso de malandragem antiga: “as baratas na comida”. O sujeito não tinha dinheiro, ia a um restaurante e levava umas baratas na caixinha de fósforo. Pedia o melhor prato, se lambuzava, depois colocava uma barata no prato. Chamava então o garçom, fazia aquele barulho e saía sem pagar. 

O Paulo Chaves ficou conhecido como o secretário das obras superfaturadas dos governos tucanos. Talvez diante da nova realidade da Lei da Ficha Suja, com o governo Jatene “passando a tesoura” no orçamento e sem poder torrar o dinheiro público nas suas famosas obras caras, PC esteja criando pirotecnias midiáticas para garantir seu emprego. 

Postado por Ananindeua Debates dia 20 de fev 2011.
O Hupomnemata concorda com o AD e acompanha essa palhaçada, impressionando-se, e não pouco, como o governo Jatene gosta de criar factóides. E permitam que eu acrescente o Mangueirão no mesmo golpe da barata.

Um comentário:

Anônimo disse...

E até agora nenhuma foto sequer para provar toda essa destruição causada pelos cupins!