15 fevereiro 2011

Xodós de Dilma

Quais as cinco obras que mais receberam recursos nos primeiros 30 dias de governo da presidenta Dilma?

Resposta: Quatro projetos rodoviários espalhados pelo país e um de implantação do Metrô de Fortaleza. 

Todas parte do PAC. O Orçamento da União deste ano tem previsão de investimento em cerca de 2 mil obras.

Os quatro empreendimentos em rodovias federais, executados no Amazonas, em Minas Gerais, em Alagoas e no Maranhão, são de responsabilidade do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). Já a construção do trecho sul do metrô de Fortaleza recebe recursos da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), subordinada ao Ministério das Cidades. 

Somados, os cinco projetos receberam R$ 286 milhões do governo federal em janeiro e deverão ter prioridade do Palácio do Planalto.

Ah, há um detalhe: a obra mais avançada, a de manutenção da BR-174, no Amazonas, está tendo problemas com o Tribunal de Contas da União (TCU), que constatou sobrepreço no contrato com a Delta Construções e solicitaram ao Dnit a correção das irregularidades. A pista, que está recebendo capa nova por cima do asfalto já recuperado, deverá ser inaugurada, se tudo correr bem, em dezembro deste ano. Depois de concluída, a via, por onde passa boa parte do escoamento da produção da Zona Franca de Manaus a países vizinhos, receberá mais cinco anos de manutenção permanente. Em janeiro, a obra recebeu R$ 44 milhões da União.

A construção do metrô de Fortaleza é uma das obras que mais chama a atenção pelo atraso. Ela foi iniciada no fim da década de 1990. A previsão do governo federal é inaugurar o empreendimento que ligará o bairro de Vila das Flores, no extremo sul da capital cearense, à estação central de João Felipe, no fim deste ano. A obra vai beneficiar 225 mil passageiros por dia. Serão 24km de uma via dupla eletrificada, sendo 18 km em superfície, 3,9km subterrâneo e 2,2km em elevado. Deverão ser comprados 10 trens de quatro carros.

Nenhum comentário: