05 junho 2011

Relatório sobre o poder do Twitter no processo político recente do Egito

A revista Columbia Journalism Review, em seu número de março/abril 2011, traz um interessante relatório sobre o papel das novas mídias na "primavera egípcia" - e na conseqüente queda de Mubarak.

Para Stephen Franklin que assina o relatório "Sunrise on the Nile: Egypt’s news media enter a new era", os jornalistas egípcios ficaram por quase trinta anos na escuridão não podendo tocar em temas considerados como tabu, sob pena de multa e até prisão. Mas com o fim do governo do presidente Hosni Mubarak a situação tende a mudar.

Nesse relatório, disponível no sítio da Columbia Journalism Review, Franklin aponta para o poder do Twitter como um verdadeiro "megafone eletrônico", onde eram ofertadas notícias práticas (por exemplo, quais ruas eram seguras, onde se precisava de médicos, etc) e partilhada as emoções dos participantes do levante.

Nenhum comentário: