02 dezembro 2011

Entre o Mito e a Fronteira: forçados a despertar?

Há um conjunto de três frases que constituem um dialogo entre autores de gerações muitos diferentes:

“Cada época sonha com a seguinte”. 
Jules Michelet, Avenir! Avenir!

“Cada época não somente sonha com a seguinte como também, ao sonhá-la, a força a despertar”.
Walter Benjamin, Teses sobre o conceito de história.

“É sempre em seu começo que uma época é, realmente, pensada”. 
Michel Maffesoli, A razão interna.

De que falam elas? Para mim, falam da coesão social presente em momentos históricos nos quais não pensamos haver coesão. Nenhum coesão. São momentos de crise, de tensão, de ameaça. Curiosamente, porém, é nesses momentos de risco que se formam certas formas de coesão social. 

Amazônidas do Pará, nós experimentamos, nas últimas décadas, esse "começo de tempos", não um começo feliz, mas catastrófico. Essa questão, poderia dizer, é o cerne do livro. Resta saber se essa experiência de catástrofe força a época seguinte, de fato, a despertar.

Lançamento dia 7 de setembro, quarta-feira, a partir das 19h, na Fox Vídeo da Dr. Moraes.



Nenhum comentário: