24 junho 2012

O Canal Saint-Martin, em Paris: Um exemplo de recuperação de uma área urbana degradada.

 O Canal Saint-Martin é, hoje, um dos melhores lugares de Paris. Em geral não é considerado como um dos grandes pontos turísticos da cidade e nem está na maioria dos guias, mas, podem acreditar, é um ponto que vale a visita. Esquecido pelos turistas, é um lugar de convívio dos habitantes da cidade, que afluem, nos finais de semana, para passear, conversar, andar de bicicleta, ler e, simplesmente, estar. 

Mas nem sempre foi assim. Nos anos 1970 era apenas um canal, como os de Belém, para onde confluiam centenas de esgotos. Uma vala fétida, quase sem água. Parte dele estava coberto por ruas. Outra parte, escondido por muros e cercas.

Segue em

belem400
Um blog para falar da Belém real e para pensar nos 400 anos que irá completar em 2016. Mas não só: para também falar das beléns imaginárias que nos habitam, das beléns do passado e de outras cidades e modelos urbanos.


Um comentário:

Augusto Barbosa disse...

Ótima ideia, professor. Fico imaginando Belém aproveitando melhor seus numerosos canais. Hoje parecem valas, mas podiam se tornar espaços de transporte e de lazer.