24 julho 2012

A disputa em Macapá

Como trabalhei na última campanha para o Governo do Amapá, criei o hábito de seguir olhando, com maior atenção, para a cena política desse estado. O cenário preserva a aliança PSB/PT, vitoriosa nas últimas eleições. Os candidatos à prefeitura de Macapá são Cristina Almeida (PSB), ligada ao movimento quilombola e Van Vilhena (PT).

Pelo PDT, com vice do PSD, disputa a reeleição Roberto Góes, envolvido em escândalos de corrupção nacionalmente famosos.

As pesquisas feitas inidicam um segundo turno entre esses dois concorrentes, mas há 20% de indecisos.

Dois deputados federais também estão na disputa: Davi Alcolumbre (DEM), numa aliança com o PTB, e Evandro Milhomem (PCdoB), em chapa com o PRB. 

No PDT esperava-se que o candidato fosse Lucas Barreto, derrotado por Camilo Capiberibe em 2010, com forte recall na população, mas ele desistiu.

Correm por fora Marco Antônio (PSDB), em chapa pura, Genival Cruz (PSTU), também com vice correligionário, e Clécio Luís (Psol), apoiado pelo PPS.

Os concorrentes:

DEM – Davi Alcolumbre (vice: Jurema Seabra – PTB)
PCdoB – Evandro Milhomem (vice: Patriciana Araújo – PRB)
PDT – Roberto Góes (vice: Telma Gurgel – PSD)
PSB – Cristina Almeida (vice: Van Vilhena – PT)
PSDB – Marco Antônio (vice: Nelma – PSDB)
PSTU – Genival Cruz (vice: Ane Melo – PSTU)
Psol – Clécio Luís (vice: Allan Salles – PPS)

Nenhum comentário: