09 novembro 2012

Outro artigo meu publicado: Arqueologia do sujeito moderno: por uma crítica não metafísica da identidade

Mais um artigo meu nas ruas: "Arqueologia do sujeito moderno: por uma crítica não metafísica da identidade", publicado na Revista de Humanidades da Universidade de Fortaleza, vol. 27, no, 1, 2012, pp. 166-180.


Segue o resumo:

"Arqueologia do sujeito moderno: por uma crítica não metafísica da identidade"
"Archaeology of the modern man: for a non-metaphysical  critic of the identity"

Prof. Dr. Fábio Fonseca de Castro

Resumo

O problema da identidade é um dos grandes temas da cultura contemporânea. De acordo 
com certos autores, a exemplo de Ricoeur, as sociedades atuais estariam vivenciando uma 
experiência de “descentramento” de suas identidades tradicionais, num processo que surge com a substituição dos paradigmas de uma sociedade moderna pelos de uma sociedade “pósmoderna”. Este artigo propõe que o problema não é exclusivo de nossos tempos e que ele estaria, na verdade, no bojo das preocupações do homem moderno e na própria constituição da modernidade enquanto processo social intersubjetivo de grande dimensão histórica. Sugerese que é difícil pensar em identidade e em crise da identidade sem levar em conta a tradição filosófica moderna e que o núcleo dessa reflexão estaria na noção de subjetividade. O que se chama identidade seria uma preocupação ao mesmo tempo estratégica e moral do homem moderno. Não seria a identidade que se estaria descentrando, mas uma certa ordem no que tange ao dizer o que é, onde está, o que quer a identidade.

Nenhum comentário: