23 dezembro 2013

Fenomenologia da Comunicação em sua quotidianidade

Meu novo artigo publicado, o primeiro fruto deste pos-doc, o primeiro de 4 já encaminhados e de outros 12 em construção, todos tematizando, a partir de Heidegger, Gadamer e Derrida, a questão da intersubjetividade na cultura e na comunicação:

Fenomenologia da Comunicação em sua quotidianidade”, na Revista Intercom – RBCC. São Paulo, v. 36, n. 2, p. 21-39, jul./dez. 2013 (Qualis A2 na Comunicação e B2 na Sociologia)

Resumo: O artigo reflete sobre a relação entre a Comunicação e os processos comunicativos quotidianos à luz do pensamento de Martin Heidegger. Pretendende-se interpretar o fenômeno comunicativo a partir de uma abordagem hermenêutica e fenomenológica, investiga-se a Comunicação como condição tácita de todo estar no mundo e discute-se o caráter banal e quotidiano da Comunicação por meio da noção heideggeriana de falatório (Gerede), a qual procura entender como experiência comunicativa fundamental. O objetivo do artigo é compreender a Comunicação na sua condição fenomênica mais elementar, que identificamos como sendo a sua condição intersubjetiva. Com essa proposição, o artigo procura pensar a Comunicação sem as amarras metafísicas que exigem que se pense, nela, como uma condição de eficiência de linguagem e de sentido, iniciando uma fenomenologia da Comunicação que a perceba como fenômeno intersubjetivo e quotidiano. Palavras-chave: Comunicacão; Fenomenologia; Heidegger; Quotidiano; Intersubjetividade.

Nenhum comentário: