08 agosto 2017

Novo artigo publicado: No emaranhado do Guamá. Percursos etnográficos no feira de Belém

Mais um artigo publicado em parceria com a Marina: "No emaranhado do Guamá. Percursos etnográficos no feira de Belém". Na revista Ponto Urbe, no Núcleo de Antropologia Urbana da USP. 

Segue o link: https://pontourbe.revues.org/3404

Resumo: O artigo procura fazer uma descrição fenomenológica da feira do Guamá, situada no bairro de mesmo nome, em Belém-PA. Dialogando com procedimentos etnocartográficos, parte-se de uma exposição compreensiva das espacialidades da feira. Deseja-se valorizar a dimensão endógena da experiência espacial dos sujeitos sociais observados. Empreender uma fenomenologia do lugar significa, em nossa compreensão, um duplo movimento: primeiramente, indagar como os indivíduos encontram o mundo na sua complexidade espacial e, em seguida, interpretar como esses encontros são usados para dar sentido ao mundo espacial. Percebe-se o espaço como uma dimensão vivenciada pelos indivíduos, e não como algo prefigurado por meio de representações. Dessa maneira, a feira que descrevemos corresponde a um espaço na sua dimensão intersubjetiva: não como algo pré-ontologicamente dado, mas sim como uma construção em curso de sentidos. 

Nenhum comentário: