01 julho 2010

Luis Carlos França. Saudade!

Soube agora do falecimento do poeta, compositor, ator, diretor teatral e animador cultural Luis Carlos França. É mais um amigo que parte. Um grande amigo, desses que, apesar de vermos pouco, é como se estivesse sempre ao lado. Luis Carlos era um grande pensador, desses que compreendem a verdade dos outros; não a dos amigos, necessariamente, mas a dos outros, a dos que passam ao largo, esses que não conhecemos ou não conhecemos bem, mas que vão cerzindo suas teias, circulando, indo e vindo perto de nós. Tive a imensa honra de trabalhar com ele quando fui diretor de cultura da Secult e, depois, quando fui diretor do Museu da Imagem e do Som. Aprendi muito com ele, e o cara que era de falar pouco. Frases curtas, mas certeiras. Suas lembranças da efervescência cultural de Belém, nos anos 70 e 80, eram detalhadas. Devo-lhe muito a tanta informação que me deu para escrever meu trabalho de doutorado, sobre esse assunto. Devo-lhe muito a amizade sincera, franca, o senso de humor e os silêncios tão cheios de significado. Vá em paz, amigo, mas permita-se a seu espírito ficar morando na cidade. Saudade.

3 comentários:

Anônimo disse...

Sem dúvida, uma grande figura humana.
Perda lamentável, que sua descanse nessa cidade que ele tanto amava.

José Carlos disse...

Fábio, muito bonita essa tua homenagem ao Luís C, realmente um poeta (e homem...) de frases curtas mas certeiras, sem meias palavras, principalmente com os amigos. Ele nunca deixou nada por menos... Com certeza, ele está ainda entre nós, pairando e falando em alto e bom som na sua "boca de ferro"... Aproveitando a oportunidade, continuo acessando com prazer o teu blog. Um abração,
Zé Carlos Gondim

Fabio Fonseca de Castro disse...

Querido Gondim,
Sempre uma honra tê-lo por aqui.
Abraço,
Fabio.