15 julho 2010

Memorial do acaso 2: Rue de Saint-Guillaume, Paris


Rue de Saint-Guillaume, Paris. De um lado, o Instituto de Altos Estudos Sobre a América Latina e o Instituto Internacional de Direito Comparado. De outro, a Faculdade de Ciências Políticas de Paris, a impressionante Sciences Po. Minha rua durante dois anos. Máquinas de café, território internacional neutro, o bar da esquina, as imensas bibliotecas, sujeitos estranhos e uma impressão de mundo. Vaguei entre esses prédios like a rolling stone, durante dois inteiros anos. Num dia cheguei por lá e havia ninguém menos que Mikhail Gorbatchev para dar uma palestra. E eu nem tinha sido avisado. Coisas banais para eles, e, felizmente, não para mim. Outro dia, a rue de St-Guillaume foi ocupada por um movimento grevista, a greve mais simpática que já vi na vida: greve dos coletores de impostos. Curiosamente, eu pensava que estava olhando para o norte quando olhava para o sul. Reperdi-me incrivelmente nessa rua de apenas duas quadras.  Saudade.

Um comentário:

Rômulo Cézar Souza disse...

Ótimo o teu blog. Temas diversos. Parabéns. Já estou te seguindo. Sempre passarei pra dar uma lida nas postagens.

Abraço