07 setembro 2010

Uma síntese sobre Lula

Todos convivemos, nos últimos anos, com a arrogância daquelas piadas, sempre de absoluto mau gosto, que menosprezam e ironizam a pouca escolaridade de Lula – como condição essencial para um governante fazer bem o seu trabalho. Como se Lula não traduzisse, sempre com honestidade, a realidade do país. Ou como se a alta escolaridade fosse condição absoluta para um governante realizar bem seu trabalho. E olha que falo isso tendo uma boa escolaridade... Ocorre que sei muito bem que o ódio das elites brasileiras é o ódio de gente incrivelmente torpe e que, quando escolarizada – coisa que em geral nem chega a, realmente, ser – concebe sua educação como um diferencial qualitativo absoluto – coisa que não é. 

Pois bem, fim de governo, com o trabalho bem feito, o país mudado para melhor e os índices de popularidade e aprovação de governo fabulosos, esses piadistas imbecis precisavam se envergonhar. Lendo o texto abaixo, do professor de economia da UFRJ Pedro Lima me senti, por assim dizer, de paz com o mundo. 
Lula, que não entende de sociologia, levou 32 milhões de miseráveis e pobres à condição de consumidores; e que também não entende de economia; pagou as contas de FHC,zerou a dívida com o FMI e ainda empresta aos ricos.
Lula, o analfabeto, que não entende de educação, criou mais escolas e universidades que seus antecessores juntos [14 universidades públicas e estendeu mais de 40 campus , e ainda criou o PRÓ-UNI, que leva o filho do pobre à universidade [meio milhão debolsa para pobres em escolas particulares].
Lula, que não entende de finanças nem de contas públicas, elevou o salário mínimo de 64 para mais de 291 dólares [valores de janeiro de 2010], e não quebrou a previdência como queria FHC.
Lula, que não entende de psicologia, levantou a moral da nação e disse que o Brasil está melhor que o mundo. Embora o PIG-Partido da Imprensa Golpista, que entende de tudo, diga que não.
Lula, que não entende de engenharia, nem de mecânica, nem de nada, reabilitou o Proálcool, acreditou no biodiesel e levou o país à liderança mundial de combustíveis renováveis [maior programa de energia alternativa ao petróleo do planeta].
Lula, que não entende de política, mudou os paradigmas mundiais e colocou o Brasil na liderança dos países emergentes, passou a ser respeitado e enterrou o G-8 [criou o G-20].
Lula, que não entende de política externa nem de conciliação, pois foi sindicalista brucutu; mandou às favas a ALCA, olhou para os parceiros do sul, especialmente para os vizinhos da América Latina, onde exerce liderança absoluta sem ser imperialista.
Lula, que não entende de mulher nem de negro, colocou o primeiro negro no Supremo (desmoralizado por brancos) , uma mulher no cargo de primeira ministra, e que pode inclusive, fazê-la sua sucessora.
Lula, que não entende de etiqueta, sentou ao lado da rainha (a convite dela) e afrontou nossa fidalguia branca de lentes azuis.
Lula, que não entende de desenvolvimento, nunca ouviu falar de Keynes, criou o PAC; antes mesmo que o mundo inteiro dissesse que é hora de o Estado investir; hoje o PAC é um amortecedor da crise.
Lula, que não entende de crise, mandou baixar o IPI e levou a indústria automobilística a bater recorde no trimestre [como também na linha branca de eletrodomésticos].
Lula, que não entende de português nem de outra língua, tem fluência entre os líderes mundiais; é respeitado e citado entre as pessoas mais poderosas e influentes no mundo atual [o melhor do mundo para o Le Monde, Times, News Week, Financial Times e outros...].
Lula, que não entende de respeito a seus pares, pois é um brucutu, já tinha empatia e relação direta com George Bush - notada até pela imprensa americana - e agora tem a mesma empatia com Barack Obama.
Lula, que não entende nada de sindicato, pois era apenas um agitador;.. é amigo do tal John Sweeny [presidente da AFL-CIO - American Federation Labor-Central Industrial Congres - a central de trabalhadores dos Estados Unidos, que lá sim, é única...]e entra na Casa Branca com credencial de negociador e fala direto com o Tio Sam lá, nos "States".
Lula, que não entende de geografia, pois não sabe interpretar um mapa é autor da [maior] mudança geopolítica das Américas [na história].
Lula, que não entende nada de diplomacia internacional, pois nunca estará preparado, age com sabedoria em todas as frentes e se torna interlocutor universal.
Lula, que não entende nada de história, pois é apenas um locutor de bravatas; faz história e será lembrado por um grande legado, dentro e fora do Brasil.
Lula, que não entende nada de conflitos armados nem de guerra, pois é um pacifista ingênuo, já é cotado pelos palestinos para dialogar com Israel.
Lula, que não entende nada de nada;.. é bem melhor que todos os outros...!
Pedro Lima, Economista e professor de economia da UFRJ

DESCULPE OS NÃO-LULA , MAS COMO RECEBO MUITOS E-MAILS IRONIZANDO, DEBOCHANDO E FALANDO HORRORES DELE , ACHO QUE TENHO O DIREITO DE ENVIAR UM UNICO EMAIL QUE FALE BEM DESSE MARAVILHOSO ANALFABETO – AGORA ESTADISTA GLOBAL - E TIDO POR QUASE TODO O MUNDO, COMO O MELHOR PRESIDENTE DA HISTÓRIA DO BRASIL!!!...

4 comentários:

Adir disse...

Parabéns. Esse é realmente o grande fodão LULA.

Junior Neri disse...

Excelente Texto. Parabéns!

Luana disse...

Legal Fábio, ok! Agora temos que avançar, Dilma tem que assumir programa além Lula e para isso vamos ter que fazer a diferença no debate!

Marcos Fabrício Araújo disse...

Não sou um entusiasta do Lula, assim como não sou entusiasta dos tucanos. Eu dei meu voto de confiança ao Lula e não me arrependo, são fato os feitos dele pelo nosso país. Só acho que devemos ser críticos. Infelizmente o Lula pisou na bola em sua política externa nestes últimos meses, a forma como se aproximou de países ditatoriais fez que ele perdesse muitos créditos internacionais, hoje ele é visto com uma certa desconfiança pela união européia e pelos países árabes, fundamentais no apoios dentro da UNO. O Brasil é país de regime democrático e que respeita os direitos humanos, e isso deve ser um pilar em nossa política externa, porem tais pilares foram negligenciados nos últimos meses. Isso afastou a possibilidade do Brasil ter uma cadeira permanente na ONU, alem de manchar a credibilidade do Lula como um líder democrático. Devemos usar da mesma coerência para com a educação, que poder ter crescido em numero, mas em qualidade ainda continua pífia. E nosso salário mínimo, infelizmente nao ouve uma aumento real. Mas modo geral, o Lula fez muito nego engolir à seco essas piadinhas, e o fez bem e merecidamente!