26 abril 2011

Dilma promete maior compensação aos estados mineradores

Na data comemorativa da Inconfidência Mineira, a presidenta Dilma reiterou, na quinta-feira passada, em Ouro Preto (MG), a disposição do seu governo de rever os royalties pagos pelas empresas pela exploração mineral no país. Dilma defendeu a "devida compensação" pela exploração mineral, assim atendendo às expectativas do governador mineiro Antonio Anastasia, que encampou a revisão da Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais como uma de suas principais bandeiras. 
Disse a presidente o seguinte: "Não é justo, nem tampouco contribui para o desenvolvimento do Brasil que os recursos minerais sejam daqui tirados e não haja a devida compensação. Esta compensação é condição para que as novas reservas naturais tenham um sentido, que não se concentre nas mãos de poucos, mas se difunda por toda sociedade."

Comentário do Hupomnemata: Assim como a Minas, o assunto é vital para o Pará. Acho incrível como, apesar da Lei Kandir e de outras questões referentes à mineral serem, com freqüência, colocadas em questão, não há um debate mais consistente a respeito formado. O Pará precisa se acostumar a se ver como um estado minerador para superar essa lacuna. É uma imagem de difícil assimilação, mas é a realidade.

Nenhum comentário: