08 abril 2011

Jáder Barbalho revela-se dono de metade da TV e Rádio Tapajós, a retransmissora da Globo em Santarém

O blog do Jeso publicizou, inclusive com a revelação um documento, o que há vários anos se comenta: que Jáder Barbalho detém cerca de 50% do capital do Sistema Tapajós de Comunicação (STC), grupo de comunicação que repete a Rede Globo para todo o Baixo Amazonas, a partir de Santarém. Com a morte do patriarca Joaquim Pereira, no ano passado, em Belém, iniciou-se o processo de inventário, e o senador Jáder Barbalho apresentou, aos inventariantes, um documento que o diz sócio do grupo, desde 2001, com 50% do capital da empresa. 

O Grupo Tapajós é um dos mais importantes grupos de comunicação do Pará. Está avaliado em cerca de R$ 20 milhões. A morte de Joaquim Pereira lançou na disputa pelo controle acionário seus 6 filhos com d. Vera Pereira, também já falecida.


Segundo o Jeso, no dia 29 de março último a diretora da empresa, uma das filhas de Joaquim Pereira, Vânia Maia, recebeu um representante de Jáder, ninguém menos que Luziel Guedes, Presidente do Imep (Instituto de Metrologia do Pará) do governo Simão Jatene II. Na visita Guedes apresentou-lhe o documento que afirma a sociedade.


Reproduzo o último post do Jeso, sobre o assunto, na íntegra:

O ex-deputado federal Jader Barbalho desembolsou, segundo documento por ele apresentado à inventariante Vânia Maia e obtido pelo blog, exatos R$ 28 mil para virar sócio da Rádio e TV Tapajós. 
O negócio teria sido fechado no dia 3 de janeiro de 2001. 
Na época, o capital social total da empresa somava R$ 56 mil. Antes, as emissoras pertenciam apenas ao casal Joaquim e Vera Pereira. O primeiro detinha com 99% do capital social, e a segunda, 1%. 
A preço de mercado, o STC (Sistema Tapajós de Comunicação) é avaliado hoje entre R$ 15 e R$ 20 milhões. 
Com o ingresso de Jader na sociedade, a Rádio e TV Tapajós passou a ter nova divisão societária, assim definida: 
Jader Barbalho (R$ 28.000,00) – 50%
Joaquim Pereira (R$ 27.720,00) – 49%
Vera Pereira (R$ 280,00) – 1% 
Um fato chama atenção no documento entregue por Jader. Embora tenha sido assinado há 10 anos, as assinaturas dos três sócios só foram reconhecidas este ano. A de Barbalho no dia 16 de março, no cartório Condurú, em Belém, e a do casal Pereira no dia 4 de março, no 3º Tabelionato de Notas e Registro Civil em Santarém.


O documento apresentado por Jader Barbalho à inventariante Vânia Maia.

Vão até o Blog do Jeso para ver o documento: aqui.

E leia também:


Clique em cima para ampliá-la.

Nenhum comentário: