27 setembro 2012

O garçom que enfrentou a tropa de choque

Democracia também se faz no bar. Um garçom de um bar em Madri impediu que a tropa de choque local chegasse até manifestantes que lá estavam refugiados. O caso ocorreu ontem, quando milhares de espanhois protestaram "cercando" a Câmara dos Deput
ados em Madri, contra as medidas de austeridade do governo espanhol. Alberto Casillas Asenjo trabalha em um bar que fica em frente ao Museu do Prado, perto da Praça Netuno, onde os manifestantes se concentraram.




Nenhum comentário: