Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2010

Novos editais do MinC

O Ministério da Cultura anunciou ontem a criação de oito fundos setoriais de 
cultura para financiar a produção artística e cultural. Por meio desses fundos, o governo lançará 50 editais, que 
somam R$ 300 milhões. Os novos fundos são nas áreas de circo, teatro e 
dança; música; artes visuais; audiovisual; acesso e diversidade; livro e 
leitura; patrimônio e memória; e ações transversais (design e conteúdos para 
a internet). Os temas a serem contemplados foram definidos por oito comitês 
técnicos de representantes do MinC e da sociedade civil.

Dilma Lá: Refeito o clipe do PT de 1989

Wagner Tiso entrou no estúdio de gravação para recriar um dos maiores sucessos da história das campanhas eleitorais: o jingle “Sem Medo de ser Feliz”, da campanha de Lula em 1989. O jingle foi criado pelo compositor Hilton Acioli, parceiro de Geraldo Vandré nos anos 60. No segundo turno de 1989, o maestro Wagner Tiso gravou um novo arranjo para o jingle, com as vozes de Chico Buarque, Gilberto Gil e Djavan. O filme da gravação foi ao ar na Rede Povo, o programa de TV da campanha de Lula. Sucesso instantâneo, que hoje é um dos vídeos políticos mais vistos no Youtube. Wagner Tiso ofereceu à campanha de Dilma de um novo arranjo de “Sem Medo de Ser Feliz”. É uma celebração da alegria e da energia positiva da campanha de Dilma, nessa reta final que vai nos levar a mais uma vitória da democracia, para continuar construindo um país melhor e mais justo. Abaixo, o vídeo:

O novo clipe do PT: Dilma Lá

Wagner Tiso entrou no estúdio de gravação para recriar um dos maiores sucessos da história das campanhas eleitorais: o jingle “Sem Medo de ser Feliz”, da campanha de Lula em 1989. O jingle foi criado pelo compositor Hilton Acioli, parceiro de Geraldo Vandré nos anos 60. No segundo turno de 1989, o maestro Wagner Tiso gravou um novo arranjo para o jingle, com as vozes de Chico Buarque, Gilberto Gil e Djavan. O filme da gravação foi ao ar na Rede Povo, o programa de TV da campanha de Lula. Sucesso instantâneo, que hoje é um dos vídeos políticos mais vistos no Youtube. Wagner Tiso ofereceu à campanha de Dilma de um novo arranjo de “Sem Medo de Ser Feliz”. É uma celebração da alegria e da energia positiva da campanha de Dilma, nessa reta final que vai nos levar a mais uma vitória da democracia, para continuar construindo um país melhor e mais justo. Abaixo, o vídeo:

Protocolada Ação Direta de Inconstitucionalidade por omissão do Congresso em legislar sobre a política de comunicação

No dia 19 passado a Fitert (Federação Interestadual dos Trabalhadores em Empresas de Radiodifusão e Televisão) e a Fenaj (Federação Nacional dos Jornalistas) protocolaram, no Supremo Tribunal Federal (STF), a Ação Direta de Inconstitucionalidade por Omissão nº 4475, subscrita pelos advogados Fábio Konder Comparato e Georgio Alessandro Tomelim.  A ADI pede que o STF declare "a omissão inconstitucional do Congresso Nacional em legislar sobre as matérias constantes dos artigos 5°, inciso V; 220, § 3º, II; 220, § 5°; 211; 222, § 3º, todos da Constituição Federal, dando ciência dessa decisão àquele órgão do Poder Legislativo, a fim de que seja providenciada, em regime de urgência, na forma do disposto nos arts. 152 e seguintes da Câmara dos Deputados e nos arts. 336 e seguintes do Senado Federal, a devida legislação sobre o assunto". Reproduzo abaixo o "objeto" da ADI 4475 que explicita detalhadamente as razões para que o STF declare "a omissão inconstitucional d

IPEA defende democratização da mídia

Documento publicado pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), órgão vinculado ao Palácio do Planalto, defende que o governo adote "medidas políticas, legais e econômicas" para "democratizar a mídia" no país. Na agenda sugerida estão desde a revisão dos critérios para as concessões de rádio e TV até o financiamento de bancos estatais a veículos de comunicação "independentes do grande capital" e a distribuição de verbas oficiais de publicidade "segundo outros critérios que não a audiência e o alcance dos órgãos", o que tornaria necessário alterar a legislação. Datado de setembro, o trabalho está classificado como "Texto para Discussão", modalidade de publicação usualmente dedicada à pesquisa econômica que dá nome ao instituto. O autor, Francisco Fonseca, não pertence aos quadros do Ipea - é professor de ciência política da Fundação Getúlio Vargas. Via Folha de São Paulo.

Português é a 2a língua mais usada no Twetter

50 milhões de tweets são enviados todos os dias. De um ano para cá, esse número aumentou cerca de 1.400%. São 600 tweets enviados a cada segundo. O ingles é a lingual dominante, mas sabem qual é a segunda lingua mais usada no Twitter? Exato,  como mostra o quadro abaixo: Vários dados sobre o Tweeter e outros espaços da internet estão no Web Ecology Project .

Sociologia do jornalismo português

Divulgado um estudo sociológico sobre a prática do jornalismo em Portugal. A pesquisa foi coordenada pelo professor José Luís Garcia, investigador do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa (ICS). A pesquisa durtou cinco anos e deveria ser replicada por aqui. Uma síntese dos resultados: Jornalistas titulares de carteira profissional – 7402 - 41% de mulheres e 59% de homens; Nos últimos 5 anos entraram na profissão 508 homens e 706 mulheres; As mulheres são já maioritárias nas faixas etárias dos 20 aos 34 anos; 80% dos titulares de cargos de chefia são homens; 60% dos jornalistas profissionais trabalha na imprensa; 15,5% na TV e 13% no Rádio; 5% dos titulares de carteira profissional declaram-se em situação de desemprego; Elevada taxa de sindicalização: 65%; 70% dos jornalistas têm entre 25 e 44 anos de idade; 60% dos jornalistas possuem uma licenciatura ou um bacharelado; Apenas 1,1% dos jornalistas não foram além do ensino básico; 15% dos titulares de cart

Governador do CE veta projeto do Conselho Estadual de Comunicação

O governador Cid Gomes, do Ceará, afirmou que irá vetar o projeto de lei, aprovado pela Assembléia Legislativa do Estado, que cria o Conselho Estadual de Comunicação. Garantiu que o veto será integral. Reproduzo matéria do jornal O Povo, de Fortaleza, narrando o episódio que, aparentemente, levou ao veto: a posição contrária de um deputado do PSDB e outro do PSDC, bem como da OAB local, demandando ao governador o veto. Após aprovar, deputados repudiam Conselho de Comunicação Mesmo presentes, Fernando Hugo e Ely Aguiar negam ter votado a favor do projeto de indicação que propõe criação de conselho para fiscalizar mídia do Ceará. OAB critica medida Só dois dias após a Assembleia Legislativa aprovar, por unanimidade, um projeto de indicação para a criação do Conselho Estadual de Comunicação, os deputados Fernando Hugo (PSDB) e Ely Aguiar (PSDC) criticaram a proposta. Alegando que a medida fere a liberdade de expressão, os dois parlamentares afirmaram que irão recomendar ao governador Ci

Criada a Lei de Serviços Ambientais do Acre

O estado do Acre criou sua Lei de Serviços Ambientais e REDD. É a lei estadual nº 2.308, de 22 de outubro de 2010, que cria o Sistema Estadual de Incentivos a Serviços Ambientais (SISA) o Programa de Incentivos por Serviços Ambientais (ISA-Carbono) e outros Programas de Serviços Ambientais e Produtos Ecossistêmicos. Aqui , no blog de Rodrigo Neves, há uma reprodução da lei e, mais abaixo , um interessante artigo sobre o impacto das alterações recentemente feitas nono Código Florestal Brasileiro.

Os 13 pontos de Dilma

13 compromisso dilma View more documents from BlogdeJamildo2 .

O impacto econômico das promessas malucas do Serra

Ou José Serra não compreende o impacto de suas promessas sobre o orçamento da União ou finge que não compreende. A julgar por seu comportamento nestas eleições, podemos ter certeza de que está fingindo. Ele afirma que o impacto de suas principais propostas para a área social ao afirmar que elas teriam um peso equivalente a apenas 1% no Orçamento da União no ano que vem. Somadas, as promessas de aumento para R$ 600 do salário mínimo, o reajuste de 10% para as aposentadorias acima de um salário, a multiplicação por dois do Bolsa Família e a instituição do 13º para para esse benefício custariam R$ 46 bilhões.  Embora o Orçamento para 2011 previsto na LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) seja de R$ 1,9 trilhão, o governo poderá contar com apenas R$ 752,8 bilhões. Esse é total que terá para todas as suas despesas correntes e investimentos.  O restante vai para Estados e municípios, superavit primário ou é meramente contábil (para rolar dívidas).  Sobre esses R$ 752,8 bilhões, os novos ga

Os dias que condensam décadas

Reproduzo o começo do artigo de Emiliano José, publicado no site Carta Maior: Os dias que condensam décadas Emiliano José A ilusão na política é uma péssima companhia. De modo geral, esse pecado é cometido não só pela incapacidade de an alisar a correlação de forças como também da ausência de conhecimento histórico. Há muito que comentar sobre essa campanha. Como o Serra conseguiu, de longe, ultrapassar o Collor no jogo baixo, sujo, próximo do gangsterismo, do banditismo, envolvendo não só o que o professor Giuseppe Cocco chamou de leilão das paixões tristes (machismo, sexismo, racismo), como também a montagem de um impressionante aparato clandestino de comunicação, um esquema nacional de telemarketing destinado a caluniar, mentir, difamar, tudo dirigido contra uma mulher, Dilma Rousseff.  Cito esses poucos exemplos, para não fazer uma longa lista, que não cabe aqui. Depois da volta das eleições diretas, é a campanha em que a direita joga mais sujo, e talvez nossas ilusões não permitis

Principal assessor de Serra defende a privatização

Luiz Paulo Vellozo Lucas, homem de confiança de Serra e presidente do Instituto Teotonio Vilela, incumbido de definir a linha programática do PSDB, defendeu a cessão, a grupos estrangeiros, dos campos de petróleo do Pré-Sal numa entrevista dada à Folha de São Paulo . O ex-presidente da Agência Nacional de Petroleo, David Zilbertjan, já havia defendido, publicamente, o modelo de concessão para o pré-sal. Os tucanos podem mentir, mas não mudam. A idéia privatista é uma constante, não livram-se dela. Não tem jeito mesmo.

Mudanças na televisão pública de Portugal em debate

Em Portugal discute-se, neste momento, o futuro da televisão pública. Num artigo publicado  pelo professor   Eduardo Cintra Torres  no jornal Público, de Lisboa, na última sexta-feira, algumas propostas sistematizam esses cortes. Elas reproduzem uma percepção neoliberal tardia e procuram diminuir o tamanho do Estado na comunicação e vão no senso comum da classe política local, que estuda grandes cortes de orçamento e mudanças institucionais. A s medidas propostas pelo professor, que é pesquisador do Centro de Estudos de Comunicação e Cultura da Universidade Católica Portuguesa são as seguintes:  extinção dos canais RTPN e RTP Memória; fim dos canais RTP e RDP Açores/Madeira; junção das redes RTP1 e da RTP2; junção dos canais RTP África e RTP Internacional; extinção da rede Antena 3. 

Uma conversa sobre os conselhos de comunicação

A respeito dos conselhos de comunicação, tive o seguinte diálogo, na caixa de comentários do post O Conselho Estadual de Comunicação do Ceará , com a jornalista Ana Teresa Brasil. Reproduzo-o abaixo : Ana Teresa Brasil disse... Poxa, adoro estudar história, especialmente a história da imprensa no Brasil. Por tudo o que já li, e ainda falta muito, constato que a imprensa sempre foi alvo de perseguições. Quando digo sempre é sempre mesmo. Desde a sua origem, pois Portugal impedia que a Colônia tivesse tipografias. Veio Dom João VI para o Brasil e inaugurou a Impremsa Oficial (Jornal Gazeta do Rio de Janeiro1808), censurando qualquer jornal que falasse mal do Rei (Nosso primeiro jornal teve que ser impresso em Londres, porque aqui não podia). Ora, seu filho, D. Pedro I, ficou em seu lugar e também baixou o cassete em quem ousasse criticar o imperador. D. Pedro II foi mais flexível, porém aqui continou havendo censura. Já instaurada a República, o que vemos? mais censura! Veio Getúlio Va