Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2012

Morre o ex-editor do 'The New York Times' Arthur Sulzberger

De O Globo - O ex-editor e presidente do "The New York Times" Arthur Ochs Sulzberger, que levou o jornal a novos níveis de influência e lucro em meio a alguns dos momentos mais importantes do jornalismo no século XX, morreu neste sábado aos 86 anos. Ele estava doente. Sulzberger, pai do atual editor e presidente-executivo da "Times Company" Arthur Ochs Sulzberger Jr., atendia pelo apelido de "Punch" e serviu na Marinha dos Estados Unidos durante a Segunda Guerra Mundial antes de se juntar ao “Times” como repórter, morreu em sua casa em Southampton, em Nova York. A família não deu mais detalhes. Durante três décadas de liderança no jornal, o "NYT" ganhou 31 prêmios Pulitzer, publicou o Pentagon Papers, entre outra vitórias. - Acima de tudo, ele elevou a qualidade do produto até um nível totalmente novo - disse Katharine Graham, ex-presidente do "The Washington Post", já falecida, quando Sulzberger se afastou em 1992. Qua

Hoje: 20 anos do impeachment de Collor

Já faz tempo, mas lembro como se fosse hoje: eu estava lá, na esplanada dos Ministérios, em Brasília, acompanhando a votação do Congresso, voto a voto...

Vale adia Alpa

Pedra já cantada. A Alpa não vai acontecer. O medíocre governo Jatene considera-a marca do PT, e não algo fundamental para o futuro do Pará - e não a defende. Reproduzo matéria do Valor Econômico.    "As informações que nós temos é que ela chegou a fazer terraplenagem, chegou a investir alguns milhões de reais, mas resolveram interromper... em função da ausência da obra da hidrovia do Tocantins", afirmou o secretário de Indústria, Comércio e Mineração do Pará, David Leal, em entrevista por e-mail.   A maior produtora de minério de ferro do mundo confirma que aguarda definição da solução logística por parte do governo federal, mas que prossegue com o projeto - uma usina de 3,2 bilhões de dólares e capacidade anual de produção de 2,5 milhões de toneladas de placas de aço, em Marabá.   A Vale atribui a interrupção da terraplenagem a um problema com uma parte do terreno cuja desapropriação foi contestada na Justiça. "Sobre a terraplenagem, a obra foi realizada at

Meu novo artigo: A sociologia fenomenológica de Alfred Schutz

Acabou de ser publicado mais um artigo de minha autoria: "A sociologia fenomenológica de Alfred Schutz". O artigo foi publicado no vol. 48, tomo 1, da revista de Ciências Sociais da Unisinos. Segue o resumo: A sociologia fenomenológica de Alfred Schutz Fábio Fonseca de Castro Resumo: Este artigo elabora uma revisão biobibliográfica do pensamento de Alfred Schutz e de seu projeto em constituir uma sociologia fenomenológica. O trabalho de Schutz se situa na confluência da sociologia compreensiva de Weber com a fenomenologia de Husserl, podendo ser compreendido na perspectiva de uma teoria antiessencialista cujo principal pressuposto é a rejeição de uma integral racionalidade do real. Sua proposição seria refundar, fenomenologicamente, a sociologia compreensiva. Não obstante, para fazê-lo, foi necessário elaborar uma crítica da egologia transcendental husserliana, com a qual é possível lançar o tema da subjetividade numa perspectiva sociológica, estabelecendo a ma

O garçom que enfrentou a tropa de choque

Democracia também se faz no bar.  Um garçom de um bar em Madri impediu que a tropa de choque local chegasse até manifestantes que lá estavam refugiados. O caso ocorreu ontem, quando milhares de espanhois protestaram "cercando" a Câmara dos Deput ados em Madri, contra as medidas de austeridade do governo espanhol. Alberto Casillas Asenjo trabalha em um bar que fica em frente ao Museu do Prado, perto da Praça Netuno, onde os manifestantes se concentraram.

Minha palestra sobre a fabricação da "identidade cultural" amazônia, na próxima sexta.

Na próxima sexta-feira faço uma palestra sobre o tema "Entre o mito e a fronteira. A fabricação de uma identidade cultural coletiva na Amazônia". A ideia é elaborar uma crítica das afirmações identitárias havidas na produção cultural de Bel ém do final do século XX. Na oportunidade 'relanço' "Entre o Mito e a Fronteira" e "A Cidade Sebastiana". A programação será às 19h, na sala "A Conquista", no Museu Histórico do Estado do Pará, o MEP, no contexto da VI Primavera dos Museus. Também teremos uma apresentação da Orquestra de Câmara Grupo Quorum. Meus livros estarão à venda, com desconto, por R$ 25,00.

Secult suspende lançamento do livro de Edmilson Rodrigues

Reproduzo comentário de Aline Brelaz  no  Facebook, replicado pelo blog Ananindeua Debates. A verificar. Não encontrei nenhum comunicado da Secult a respeito. O ocorrido é  mais um desses autoritarismos absurdos da mesquinha política paraense. Faltando quatro dias para o lançamento da obra do deputado estadual Edmilson Rodrigues, na XVI Feira Pan-Amazônica do Livro, o Estande do Escritor Paraense informou que o lançamento foi suspenso. O livro "Território e Soberania na Globalização - Amazônia, Jardim de Águas Sedento", traz a tese de Doutorado defendida por Edmilson na Universidade de São Paulo (USP), em 2010. A decisão arbitrária foi comunicada no final da tarde, por telefone, pelo integrante da comissão responsável pelo estande, Cláudio Cardoso, e, também por meio de ofício rubricado por ele. A suspensão foi determinada pelo secretário de Estado de Cultura, do governo do PSDB, Paulo Chaves. O lançamento, planejado com meses de antecedência, com o conhecimento da

Maratona Maffesoli - Balanço final.

Encerrada a maratona Maffesoli, reproduzo os roteiros das minhas aulas no curso introdutório que ministrei. Para quem se interessar. Aproveito para uma avaliação curta da sua visita a Belém. Hiper-positiva, diria. Em primeiro lugar porque muita gente aproveitou a programação: 165 inscritos no curso introdutório e uma platéia de 400 pessoas na palestra. Como já disse antes, eu esperava 20 pessoas para o curso introdutório e a audiência final foi uma grata surpresa. Em segundo lugar , porque programações internacionais – ou melhor, receber pesquisadores importantes do circuito internacional – são fundamentais, a meu ver, para o avanço institucional da UFPA, e com cada evento como esse aprendemos mais um pouco como organizar as coisas de maneira mais produtiva. Como sempre digo, a UFPA precisa de uma estratégia política de projeção internacional. No cenário brasileiro sempre seremos vistos como um espaço a ser colonizado. Num cenário global, temos condições de nos ins

A morte de Carlos Nelson Coutinho

O grande intelectual e lúcido militante de esquerda Carlos Nelson Coutinho faleceu na manhã desta quinta-feira (20/9), vítima de um câncer que combatia desde o início do ano. O professor, livre docente da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), era um dos maiores especialistas da obra do militante comunista italiano Antônio Gamsci. Reproduzo entrevista concedida por ele ao jornalista Igor Felippe dos Santos em 2005, publicada na edição número 33 da Revista Sem Terra (Nov/Dez de 2005). A entrevista, realizada no contexto da maior crise do governo Lula, apresenta uma série de desafios que restam atuais para a luta dos setores progressistas. Carlos Nelson Coutinho: “Precisamos colocar em discussão as grandes questões políticas” Po r Igor Felippe Santos Revista Sem Terra Nov/Dez 2005 O debate político tomou conta de parte da população e dos meios de comunicação no país. São generalizadas as discussões sobre a vida parlamentar, os casos de corrupção e cassações, a

Ultima chamada para o Mestrado em Comunicação, Cultura e Amazônia na UFPA

A Inscrição ao processo seletivo vai do dia    14/09 ao dia 19/11, mas a inscrição no exame de línguas, o Profile, vaí até a próxima sexta-feira, depois de amanhã, dia 21/09. Só + 2 dias de inscrição . Informações sobre a prova de línguas aqui . O Edital de seleção da 4a turma do Mestrado em Comunicação, Cultura e Amazônia da UFPA já foi lançado e está aqui : A inscrição no processo seletivo pode ser feita mediante presença do candidato ou de representante legal (por procuração) na Secretaria do Programa munido de todos os documentos necessários, ou por remessa pelos Correios (SEDEX ou similar) postada até o último dia de inscrição para o endereço do programa. Etapas da Seleção O processo seletivo do PPGCOM é composto de sete fases que podem variar de ordem a cada seleção: 1. Inscrição ao Exame de Proficiência em Leitura em Línguas Estrangeiras (PROFILE) para os candidatos que não têm comprovação de Proficiência em Leitura em Língua Estrangeira. 2. Exame de Pr

Maffesoli

Hoje terminou o curso “Introdução à Obra de Michel Maffesoli”, que ministrei no auditório setorial básico da UFPA. Fiquei surpreso com o interesse que a obra do sociólogo, meu orientador de doutorado, despertou em Belém, afinal eu esperava 20 inscrições, e foram 165, no final. Tive que passar da sala de 20 lugares solicitada para uma com 100 lugares e, por fim, para o auditório. Uma platéia interessada, composta por alunos, profissionais e pesquisadores das mais variadas áreas: sociologia, antropologia, ciência política, comunicação, artes, letras, filosofia... E tudo isso em meio à greve, à uma universidade em ritmo lento e com acesso dificultado. O que explica esse interesse? A velha explicação da carência de atividades de Belém há muito não é suficiente. A própria greve, que deixa os alunos sem atividades? Não, porque, afinal, a grande maioria da platéia era composta por alunos da pós-graduação de todas essas áreas – e a pós, como se sabe, continua a funcionar durante

Marco Civil na marca do pênalti

Por Guilherme Varella, no  Observatório do Direito à Comunicação : Na quarta-feira (29/8), a CCT (Comissão Especial de Ciência e Tecnologia do Senado) aprovou o Projeto de Lei da Câmara (PLC) 35/2012, que tipifica crimes digitais. Já tratado na imprensa como “marco penal da Internet”, o PLC pode ir em breve para o Plenário do Senado. Sua aprovação preocupa e acende o alerta vermelho sobre a regulação da rede no Brasil. Menos pelo teor do seu texto, de menor potencial lesivo que o famigerado PL 84/99, aprovado em versão minimalista na Câmara. E mais pelo que significa: termos, a toque de caixa, uma lei penal antes mesmo de aprovarmos o Marco Civil da Internet (PL 2.126/2011), com os princípios, responsabilidades e direitos para a utilização cidadã da rede. Num cenário pré-eleitoral, de esforço concentrado do Congresso, prestes a paralisar suas atividades, surpreende negativamente o esforço dos parlamentares em dar prioridade à lei específica de crimes cibernéticos – cujo escopo

XXIII Seminário de Iniciação Científica da UFPA

Sobre Maffesoli e o curso de introdução à sua obra

Reproduzo a entrevista que dei à jornalista Márcia Carvalho sobre o curso "Introdução à Obra de Michel Maffesoli", publicada hoje em O Liberal. O curso continua amanhã e segunda-feira, de 9 às 12h30, no auditório Setorial Básico II da UFPA. Quem quiser pode aparecer. Francês faz palestra em Belém no dia 18. Hoje, curso prepara os participantes.   MÁRCIA CARVALHO Da Redação   O sociólogo francês Michel Maffesoli estará em Belém no próximo dia 18 para ministrar a palestra "Pós Modernidade: A Comunicação e a Alteridade no Mundo Digital". Com dezenas de livros publicados, Maffesoli é referência internacional nas pesquisas sobre pós-modernidade, imaginário e tribos urbanas. A vinda do sociólogo é resultado de uma parceria entre Aliança Francesa de Belém, Programa de Pós-Graduação Comunicação, Cultura e Amazônia da UFPA, Faculdade de Comunicação da UFPA e Pró-Reitoria de Relações Internacionais da UFPA. Como evento preparatório à palestra do estudioso fr