Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2020

Outra estátua que se vai (tarde)

Foto de Catlyn Ochs, publicada no The New York Times Outra estátua se vai, nesse importante processo de renarração da história, iniciada quando, no começo de junho, manifestantes  derrubaram a estátua de um mercador de escravos, Edward Colston, em Bristol, UK. Desta vez é a estátua de Theodore Roosevelt, ex-presidente dos Estados Unidos, instalada no hall de entrada do Museu de História Natural de Nova York. Na sequência dos questionamentos e protestos iniciados com o Black Lives Matter, várias estátuas representando os heróis da história hegemônica - uma história quase exclusivamente branca e masculina - já foram derrubados.  No caso do Museu de História Natural a decisão veio do próprio Museu, que percebeu que a estátua "descreve explicitamente negros e indígenas como seres inferiores e subjugados". A decisão recebeu apoio do prefeito de Nova York, Bill de Blasio, que declarou que "É a decisão certa e o momento certo para remover esta estátua problemática. Cabe dizer q

O PT em dia de decisão: apoiar o PSOL ou o Podemos? A hora da identidade, da pertinência, da duração e do compromisso.

O PT decide, hoje, com quem comporá chapa para a prefeitura de Belém: sendo o vice de Edmilson Rodrigues , ex-prefeito petista de Belém, hoje no PSOL, ou sendo o vice de Úrsula Vidal, que passou por inúmeros partidos e que hoje integra o Podemos, um partido cuja função política é a de hostilizar e incentivar o ódio ao PT. Apesar de tudo - tanto do óbvio como das evidências - o partido está dividido e o debate tem sido intenso. Suponho que a militância não tenha dúvidas, embora os delegados e alguns dirigentes do PT, à custa de prelibações individualistas, construirem seus argumentos. Por isso gostaria de contribuir com esse debate, muito breve e objetivamente. A primeira coisa que quero dizer é que, com todo respeito pelas pessoas que são Edmilson e Úrsula – e conheço e admiro a ambos, a nível pessoal – não se trata de escolher pessoas, mas de escolher entre perspectivas estratégicas para o PT. Trata-se de afirmar e, sobretudo – dado o contexto da campanha de ódio ao PT – confirmar id

Notas de conjuntura 3 de junho de 2020

Algumas notas de conjuntura política, feitas de um lugar de fala antifas, indignado com o anti-governo que está aí, desconfiado da ideia de “pactuação nacional” e esperando uma esquerda mais tática: 1 – Consolidou-se a convicção, no campo conservador brasileiro, aí incluídos o STF, o TSE, importante parte do empresariado e da mídia de que Bolsonaro é perigoso, incompetente, incorrigível e uma ameaça tanto para a economia e para a saúde pública como para o sistema político e para a segurança interna. Esses atores estão se movimentando na direção de uma cassação da chapa Bolsonaro/Mourão, com base nas apurações do inquérito das fake news . Esse processo coloca a direita liberal na vanguarda da luta política brasileira e pretende reduzir as forças políticas de esquerda a uma condição de “força auxiliar” na luta contra Bolsonaro. É preciso recuperar o protagonismo na luta política, e isso se faz por meio de dois movimentos : a) impondo uma agenda básica da esquerda a qualquer movimento de